07 maio, 2011

Rio lança site do concurso para o plano urbanístico dos Jogos de 2016

Plano definirá ocupação das áreas na Barra da Tijuca

rio 2016Entrou no ar o site do concurso internacional para desenvolver o Plano Geral Urbanístico do Parque Olímpico dos Jogos do Rio, que acontecerão em 2016.
O parque será construído na Barra da Tijuca. O plano urbanístico definirá as áreas públicas, praças, parques, e as volumetrias dos principais equipamentos esportivos. Além disso, deverá sugerir também as volumetrias para os futuros empreendimentos imobiliários a serem construídos na área.
A inscrição para o concurso começou dia 03 de maio e termina em 20 de junho. No site, os interessados podem acessar o edital completo e esclarecer dúvidas.
O Parque Olímpico concentrará o maior número de atividades e equipamentos esportivos da Olimpíada carioca. Terá amplas áreas públicas para favorecer o encontro dos torcedores, patrocinadores e atletas.
Depois dos Jogos, a área terá uso diversificado, com residências, comércio e espaços de lazer. A intenção da prefeitura carioca é que o principal equipamento dos Jogos, o Centro Olímpico de Treinamento (COT), seja usado no futuro para a formação de novos atletas.
As propostas devem ser entregues, no máximo, até 30 de junho. O julgamento dos projetos ocorrerá entre os dias 4 e 10 de julho. Três dias depois será anunciada a proposta vencedora.
A Barra da Tijuca é um dos quatro núcleos onde serão realizados os Jogos de 2016. Os demais ficarão nos bairros de Deodoro, Maracanã e Copacabana.

O Plano Geral Urbanístico, objeto deste Concurso Público Internacional, será o instrumento definidor da ocupação da área, para a qual se espera o mais alto nível técnico de projeto e de implantação. Definirá as áreas públicas, praças e parques, e as volumetrias dos principais equipamentos.Também deverá sugerir as volumetrias para os futuros empreendimentos imobiliários a serem construídos na área.
No modo legado o Parque se tornará uma área urbana de uso diversificado: residencial, comercial e de lazer, que definirá novos referenciais de construção sustentável, através dos seus equipamentos, instalações, infraestruturas e transporte urbano utilizados para o evento. O seu principal equipamento, o Centro Olímpico de Treinamento (COT) fornecerá formação de excelência às gerações futuras do esporte brasileiro, estabelecendo um novo espaço de alcance local e metropolitano, onde esporte, interação social e meio ambiente se conjugam de forma inovadora. O Parque Olímpico estabelecerá os princípios de um bairro sustentável, constituindo-se um dos principais legados urbanísticos dos Jogos 2016 para o Rio de Janeiro.
O Concurso Internacional visa o amplo alcance de profissionais na busca de soluções criativas, que reúnam condicionantes de qualidade, funcionalidade e sustentabilidade, às quais se aliem valores de uso, sociais, culturais e de meio-ambiente. Pretende-se com ele franquear horizontes abrangentes às contribuições e estabelecer uma abordagem integrada que assegure que as considerações do Projeto estejam incorporadas no planejamento, desenvolvimento e entrega das instalações do Parque Olímpico, da concepção à construção de todos os seus elementos.
Espera-se que o resultado desses procedimentos seja um Parque Olímpico de alta qualidade tanto para o desempenho do esporte quanto para a região e para a cidade, como expressões da cultura contemporânea.

copa