15 abril, 2012

UFC – Rio 2012

 

 

Dana White chegou a Estocolmo durante o card preliminar do UFC Suécia e passou menos de 24 horas no país escandinavo antes de seguir para os Emirados Árabes para novos compromissos comerciais. Quando parou para falar, exibia o sorriso de quem havia conquistado mais um mercado e batido o recorde de público da arena. Os 15.428 espectadores na capital sueca, porém, passam longe do que o americano espera ver no Rio de Janeiro em junho. A única coisa faltando é a data do evento que, segundo ele, já deveria ter sido definida.UFC-Rio-2012

- Eu quero definir isso nos próximos dias. Na verdade, já era para termos anunciado isso. Nós estamos trabalhando para que, caso o evento não possa acontecer no dia 23 de junho, que seja uma semana antes ou depois. Não dá para fugir disso. Não é simples montar um evento dessse tamanho, temos muitos compromissos e coisas a resolver. Você não pode mover muito as datas das lutas por causa do calendário dos outros eventos .

Das duas possibilidades citadas pelo presidente do UFC, a única realmente viável é transferir o evento para a semana seguinte. Os problemas que impediriam o UFC 147 de acontecer no dia 23 seriam os mesmo se o torneio fosse marcado para uma data anterior. A questão principal é a da acomodação, por causa da Rio +20, a Conferência Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, entre 13 e 22 de junho.

- A Prefeitura do Rio de Janeiro  está sob grande pressão por causa da conferência das Nações Unidas no mesmo período, não querem dois eventos ao mesmo tempo. Mas mesmo que pudesse acontecer, teríamos o problema dos hotéis, pois quase todos estariam ocupados. E para um evento dessa magnitude nós vamos precisar de muitos quartos de hotel. Nós não estamos apenas falando da maior luta do ano. Anderson Silva contra Chael Sonnen é um dos grandes eventos esportivos de 2012 - disse.

Dana White chegou a falar inicialmente em 80 mil espectadores no Engenhão, mas durante a semana em Estocolmo o diretor de desenvolvimento internacional do UFC, Marshall Zelaznik, disse ao SPORTV.COM que a previsão era de no máximo 65 mil torcedores. Ainda assim, um número que representaria o novo recorde de público do UFC.

- Quando eu falo de um UFC num estádio de futebol eu procuro não ficar me gabando muito se teremos 80 mil ou não. Se você planeja encher um estádio, então sabe que se trata de muita gente. E mesmo que sejam 60 mil, vamos precisar de hotéis para todo mundo. Mesmo que sejam 40 mil, ainda assim eles precisam de um lugar para ficar. Vai ter gente do mundo inteiro querendo assistir a este evento - afirmou Dana White.

Após não ter conseguido programar o evento para São Paulo e com os problemas enfrentados no Rio de Janeiro, o dirigente disse que chegou a pensar em levar o UFC 147 para outra cidade brasileira, mas a opção foi rapidamente descartada.

- Nós pensamos em todas as possibilidades, vimos todos os cenários possíveis. Pensamos primeiro em São Paulo, depois mudamos para o Rio. Há muito tempo falamos em levar o UFC para todo o país, para cidades como Manaus, por exemplo, mas ainda não estamos prontos para isso. Nós temos um planejamento a seguir e acho que ainda não estamos equipados para fazer isso em outra cidade brasileira - completou Dana White

Fonte:Combate Sportv