09 maio, 2012

Indignação

 

PM  que usou spray de pimenta em cadela. Sera Que ele vai ser Promovido?

 

O coordenador do policiamento da Rocinha, na Zona Sul do Rio, major Edson Santos, finaliza um relatório sobre o caso do PM que usou spray de pimenta contra uma cadela . Ele informou que o relatório será enviado à Corregedoria da PM para que seja decidido se o policial será ou não punido.

Foto Domingos PeixotoAgência O Globo

O flagrante registrado pelo jornal O Globo causou polêmica nas redes sociais. A cena foi registrada após um confronto entre policiais e traficantes ocorrido na madrugada.

Segundo o porta-voz da Polícia Militar, Frederico Caldas, o policial já foi ouvido e contou que a cachorra avançou e, para afastá-la, ele lançou o spray. A cadela estava agressiva por ter perdido os filhotes, explicou o porta-voz.

O major Edson confirmou que o dono da cadela disse a vizinhos que ela está indócil desde que perdeu uma ninhada há cerca de dois meses. Segundo o major, o dono do animal não quis prestar depoimento.

O major Edson disse ainda que a cadela está bem pois o spray não causa maiores incômodos se aplicado como foi, em pequena quantidade e em local aberto. Ele explicou ainda que o tipo de spray de pimenta usado era o em forma de espuma, que atinge apenas o alvo e não se espalha no ambiente.

O policial concorda, porém, que a imagem é impactante.

"Eu sei que a foto é chocante. Mostrei a amigos, sem explicar o contexto, e ficaram revoltados. Mas tem uma explicação por trás da foto", contou ele, informando que o spray de pimenta em forma de espuma é usado até por carteiros quando vão entregar a correspondência em casas onde vivem cães agressivos.

 

 

PM que utilizou spray de pimenta em criança é promovido no Rio

O oficial da Polícia Militar Bruno Schorcht, que no início do ano foi flagrado espirrando spray de pimenta em crianças durante manifestação pacífica em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, foi promovido. Na ocasião ele era capitão, mas agora é major. O momento foi registrado por um fotógrafo do jornal "O Globo".

Foto Pedro Kirilos  Agência O Globo

A promoção foi efetuada mesmo após o Ministério Público Estadual ter solicitado a suspensão das atividades dele, devido ao tratamento truculento na abordagem dos menores.

De acordo com a PM, apenas foi cumprida a lei, pois o agora major Bruno Schorcht ascendeu de posto pelo tempo de serviço. Além da patente, houve um aumento de 30% do salário: o valor passou de R$ 4.679 para R$ 6.144.

Relembre o protesto

Em março deste ano, um grupo de moradores do Morro do Bumba, localizado no bairro do Cubango, protestavam em frente à prefeitura de Niterói pela falta de pagamento do aluguel social para os desabrigados pela tragédia causada pelas chuvas um ano antes. De acordo com os manifestantes, há pelo menos cinco meses o benefício não era pago.

Fonte: g1 / srzd

 

 

 

.