30 novembro, 2012

Com crise na Europa, portugueses vêm ao Brasil vender imóveis de Portugal

  Portugal vai vender mil imóveis no Brasil para driblar crise na Europa

portugal-brasil

O Rio vai sediar a primeira feira de imóveis de Portugal no exterior. De 6 a 9 de dezembro, empresas do setor vão transferir-se para o centenário Palácio São Clemente - sede do consulado geral português -, na Rua São Clemente, 424, Botafogo. Cerca de mil casas e apartamentos em Lisboa, Algarve, Porto, Aveiro, Tróia e as praias de Obidos, entre outras localidades nobres, deverão ser comercializados. Este é o objetivo da MIP - 1.ª Mostra de Imobiliário de Portugal, que pretende estimular o mercado de imóveis no país, afetado duramente pela crise europeia.

A forte recessão econômica obrigou Portugal a adotar medidas que facilitam iniciativas deste tipo. Em outubro, o Governo aprovou no parlamento a concessão de vistos de residência a investidores qualificados, dispostos a aplicar, no mínimo, 500 mil euros, em imóveis no país, em verdadeira ofensiva para atrair milionários brasileiros, chineses, russos e angolanos.

Promotor do evento, o brasileiro Arnaldo Grossman, presidente da Consultan, uma das maiores imobiliárias de Portugal, acredita no sucesso da iniciativa devido à atraente qualidade de vida no país e a acentuada queda nos preços em decorrência da depressão econômica por que passa o país e boa parte da Europa.

- Portugal é um novo destino de investimento dos brasileiros. Nesse momento, o país tem um conjunto de imóveis de excelente nível, com preços atraentes, qualidade de vida, segurança, clima agradável, culinária magnífica, proximidade cultural e um povo extremamente acolhedor - afirma Grossman. Ele avalia ser este "um ótimo momento" para que os brasileiros, que viajam regularmente ao exterior e aplicam dinheiro em imóveis, invistam em Portugal.

"Os imóveis estão baratos", mostra o empresário, radicado há mais de 20 anos no país e que também deseja atrair para a MIP a chamada comunidade luso-brasileira, que só no Rio de Janeiro, é estimada em 600 mil pessoas (incluindo descendentes de terceira geração).

A feira será aberta no dia 6/12, com o apoio da Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro e WL Partners. Na ocasião, representantes do governo português e advogados farão palestra sobre as facilidades da nova legislação que garante o visto de residência a investidores qualificados.

Como comprar?
Não é preciso nenhum documento específico para comprar imóveis em território português. Durante o “feirão”, haverá um representante do Instituto dos Registros e do Notariado de Portugal, além de um advogado para auxiliar os clientes que tiverem maior interesse pelas aquisições.

Quanto às formas de pagamento, Grossman diz que 50% do imóvel poderá ser financiado e em alguns casos específicos, haverá bens que poderão chegar a 80% ou mais do valor em financiamento.

Esta lei prevê a concessão de vistos também a estrangeiros que investirem, pelo menos, um milhão de euros no mercado financeiro ou, ainda, um negócio que gere um mínimo de 30 empregos.

Os imóveis a ser comercializados tem o valor de 150 mil a 2 milhões de euros.
Evento: MIP - 1ª Mostra do Imobiliário de Portugal, de 6 a 9/12/2012

Local: Palácio São Clemente, sede do Consulado Geral de Portugal
Endereço: rua São Clemente, 242, Botafogo, Rio de Janeiro - RJ
Mais informações: Francisco Lima - R&B Agência de Comunicação
Tels.: (21) 8552-9067, 2233-0105, 2233-7084 e 2233-7584